Terça, 18 de Junho de 2024
24°

Tempo limpo

Rio de Janeiro, RJ

Concursos Públicos RJ

Fiocruz não participará do Concurso Nacional Unificado

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) não participará do Concurso Nacional Unificado (CNU), que será realizado pelo Governo Federal em 2024.

12/09/2023 às 23h20 Atualizada em 13/09/2023 às 09h35
Por: Maurício Júnior | Redação NDM
Compartilhe:

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) não participará do Concurso Nacional Unificado (CNU), que será realizado pelo Governo Federal em 2024. A instituição informou à Folha Dirigida que seguirá com os preparativos para publicar seu próprio edital, com 300 vagas autorizadas - o NDM Online - reproduz abaixo a informação divulgada pelo veículo especializado.

Resumo dessa notícia:

Continua após a publicidade
  • A Fiocruz não participará do Concurso Nacional Unificado (CNU).
  • A instituição tem 300 vagas autorizadas e seguirá com os preparativos para publicar seu próprio edital.
  • A Fiocruz reconheceu a importância da seleção unificada, mas disse que seus cargos têm muitas especificidades.
  • A adesão ao CNU é voluntária.

Em nota, a Fiocruz reconheceu a importância da seleção unificada, mas disse que seus cargos têm muitas especificidades. "Apesar dos méritos da proposta do concurso unificado, especialmente no que tange à capilarização dos locais de aplicação de provas, o concurso da Fiocruz possui muitas especificidades e o direcionamento institucional é de viabilizar a organização própria para o concurso 2023 da Fiocruz", disse a Fundação.

O CNU é uma proposta do Governo Federal para centralizar os concursos autorizados este ano. A ideia é ter um único dia de aplicação das provas, no primeiro trimestre de 2024, em cerca de 180 municípios espalhados pelo país.

Continua após a publicidade

A adesão ao CNU é voluntária. Ou seja, cada órgão ou ministério que recebeu autorização para preenchimento de vagas pode decidir se vai participar ou não da seleção unificada.

Essa decisão deve ser anunciada até o final do mês de setembro, de acordo com o cronograma elaborado pelo Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), que está a frente da organização do CNU.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários