TARJA PRETA: O TIRO CERTEIRO NO SEQUESTRADOR E A COMEMORAÇÃO DE WITZEL - NDM ONLINE | NOTÍCIAS, VÍDEOS, PODCAST, OFERTAS E DESCONTOS IMPERDÍVEIS!

TARJA PRETA: O TIRO CERTEIRO NO SEQUESTRADOR E A COMEMORAÇÃO DE WITZEL

#ESPALHE!
COLUNAS NDM  Fazem 8 meses e vinte dias que Witzel, o governador, tomou posse e só agora cumpriu a promessa de que atiraria em quem estivesse com um fuzil nas mãos, que não fosse policial. É bem verdade que o cidadão, se é que podemos chamar o sequestrador do ônibus que saiu de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de janeiro em direção ao centro da cidade do Rio de Janeiro naquela fatídica manhã, de cidadão; depois de mais ou menos três horas de negociações o dito cujo deu uma bobeira e foi executado sumariamente em frente às câmeras de tv's que ali estavam e todos comemoraram.

É preciso sabermos quem comemorou. Na verdade todas as pessoas de bem que tentavam seguir em paz para seus compromissos e empregos. O sequestrador parou a cidade, a cidade não, duas cidades importantes do nosso Estado e com certeza mudou a vida de seus sequestrados.

A barbárie por parte da bandidagem vem fazendo o que quer na cidade, no Estado, nos municípios, enfim, em todo o Brasil, se divida e estamos divididos. 

Já está na hora de parar com a palhaçada!

Segundo as informações preliminares, William Augusto da Silva estava portando uma arma de brinquedo, mas distribuiu dentro do ônibus garrafinhas com gasolina; na dúvida se a arma que estava portando era ou não de brinquedo ou se ele ia ou não incendiar o ônibus  o atirador de elite do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro pôs fim ao sequestro. 

Nenhum dos 37 reféns que estavam no coletivo ficaram feridos, alguns, acredito que a maioria vão ficar traumatizados. 

Ao descer do helicóptero, após o sequestro ter acabado o governador do nosso Estado do Rio de Janeiro vibrou, como se tivesse feito um golaço. E fez! Pois diante a tantas operações desastrosas, principalmente recentemente onde seis jovens foram mortos, ainda sem sabermos se, pela polícia ou pelos bandidos, os tiros disparados na ponte Rio-Niterói foi um golaço e os que ali estavam presentes, principalmente a grande maioria vibrou, como se estivessem no Maracanã. (nesses tempos tortuosos até os religiosos esquecem de Deus) 

Em entrevista coletiva o governador parabenizou a todos os envolvidos e disse que a operação foi um sucesso. 

Nas redes sociais, alguns que são à favor dos direitos humanos pularam tal qual a pipoca, e as mídias sem ter o que dizer a respeito do ocorrido, ficou tonta, pois sempre vemos as mídias do lado dos bandidos e dessa vez... não sabem a qual público agradar.

Infelizmente e politicamente dizendo, algumas pessoas vão achar que a execução do sequestrador foi uma sacanagem, que o atirador poderia disparar um só tiro ao invés de seis ou sete, como já foi exaustivamente dito pelas mídias. 

Eu digo que foi! mas o que pensar a respeito do que já assistimos, onde não só o bandido como também algumas vítimas foram mortos por ações desastrosas? 

Com relação aos familiares, não só dos sequestrados como também do sequestrador, o que ficou evidente, além é claro do desespero da mãe do sequestrador, foi o pedido de desculpas dos pais, pois a certeza que temos é que ninguém educa seus filhos para ser um delinquente, mesmo que seus filhos sejam doentes. Sentimos muito!

❚ EDUARDO CEZAR, O TARJA PRETA: BLOGUEIRO / COLUNISTA NO NDM ONLINE ❚




✪ INFORME NDM 
TOMOGRAFO DISPONÍVEL EM MAGÉ   De 16 a 20 de setembro, Magé recebe a Unidade Móvel de Tomografia para realização de exames de imagem para os moradores da cidade. O atendimento será feito das 8h às 17h, em frente ao Complexo Municipal de Saúde, em Piabetá. Para a realização do exame, o mageense precisa levar o pedido (solicitação médica) em mãos e cartão do SUS. O Complexo de Saúde fica na Av. Santos Dumont, nº 207 – Piabetá, Magé. A indicação parlamentar foi feita pelo deputado estadual Vandro Família.

VISUALIZAÇÕES DO INFORME NDM
Contador de visitas


  
✪ PRIVACIDADE: TERMOS!

Post Bottom Ad

Pages