SPUTNIK: A Índia realizou com sucesso o lançamento de teste de seu míssil balístico intercontinental Agni-5 - NDM ONLINE | NOTÍCIAS DE MAGÉ, CAXIAS E GUAPIMIRIM

Post Top Ad

〚BOLETIM COVID! MAGÉ ATUALIZADO!

SPUTNIK: A Índia realizou com sucesso o lançamento de teste de seu míssil balístico intercontinental Agni-5

#ESPALHE!
SPUTNIK — A Índia realizou com sucesso o lançamento de teste do seu inovador míssil balístico intercontinental Agni-5, informa a mídia local.

Segundo as fontes do Ministério da Defesa indiano, o lançamento do míssil, com um alcance de mais de 5.000 km, foi feito a partir da ilha de Abdul Kalam, perto da costa do estado de Orissa.


Espera-se que o míssil, com capacidade nuclear, seja adotado pelo Comando das Forças Estratégicas da Índia no curto prazo. Seu primeiro teste aconteceu em 19 de abril de 2012 e o último foi efetuado em junho deste ano.

O Agni-5 é o míssil mais avançado de sua classe devido às novas tecnologias de navegação e orientação, bem como inovações na ogiva e motor, relatou a Organização de Pesquisa e Desenvolvimento da Defesa em outubro.  

Veja a matéria na integra e o vídeo em (AGÊNCIA SPUTNIK AQUI!).


MATÉRIA DO THE ECONOMIST

O míssil balístico de superfície a superfície desenvolvido para o mundo, Agni-5, foi testado com sucesso pela ilha de Abdul Kalam, na costa de Odisha, segundo relatos.

O míssil superfície-superfície com um alcance de ataque de 5 mil quilômetros foi lançado às 13h30 da Faixa Integrada de Testes (ITR) no distrito de Bhadrak, disseram fontes do Ministério da Defesa. Este é o sétimo teste do míssil superfície-superfície desenvolvido no país, acrescentaram. 

O Agni-5 é um míssil de três estágios e mede 17 metros de altura e 2 metros de largura. É capaz de transportar 1,5 tonelada de ogivas nucleares. 

"O míssil foi lançado com ajuda de um lançador móvel da plataforma de lançamento 4 da Integrated Test Range (ITR) na ilha de Abdul Kalam, na Baía de Bengala, na tarde de segunda-feira", disse uma fonte da defesa. 

"Foi um teste associado ao usuário. O comando da força estratégica, junto com os cientistas do DRDO, o conduziu", acrescentou a fonte.

"O computador de bordo de alta velocidade e o software tolerante a falhas, junto com um barramento robusto e confiável, guiaram o míssil (Agni-5) na perfeição (durante o teste)", disse uma autoridade.

Ao contrário de outros mísseis da série, Agni-5 é o mais avançado com novas tecnologias em termos de navegação e orientação, ogiva e motor, disse um funcionário da Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa.

O míssil tem uma capacidade de carga de 1.500 kg de ogivas altamente explosivas e uma vez introduzido nas forças armadas, a Índia se unirá a um clube exclusivo de países como EUA, Rússia, China, França e Grã-Bretanha que possuem capacidade de mísseis balísticos intercontinentais. 

Em seu arsenal, a Índia tem atualmente Agni-1 com 700 km de alcance, Agni-2 com alcance de 2.000 km, Agni-3 e Agni-4 com 2.500 km a mais de 3.500 km. 

O primeiro teste do Agniem foi realizado em 19 de abril de 2012. 

Veja a matéria do (The Economist!)

NOTÍCIAS POR CIDADES:


RECEBA NOSSO CONTEÚDO ASSINANDO NOSSOS BOLETINS VIA MESSENGER. CLIQUE ABAIXO EM SUBSCRIBE: É TOTALMENTE GRATUITO!


〚BOLETIM COVID! MAGÉ ATUALIZADO!
❚BOLETIM NDM COVID - RJ


Acompanhe o andamento dos boletins das cidades cobertas pelo NDM escolhendo uma das opções abaixo.




  
✪ PRIVACIDADE: TERMOS!

Post Bottom Ad

Pages