DOIS CABOS DO EXÉRCITO SÃO PRESOS APÓS ASSALTO A POSTO DE GASOLINA EM MAGÉ. - NDM - NOTÍCIAS DIGITAL MÉDIA | SITES DE JORNALISMO BRASIL

ÚLTIMAS!

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 2 de maio de 2014

DOIS CABOS DO EXÉRCITO SÃO PRESOS APÓS ASSALTO A POSTO DE GASOLINA EM MAGÉ.

MAGÉO DIA ONLINE - Dois cabos do Exército foram presos por policiais militares do 34º BPM (Magé) depois de assaltarem um posto de gasolina na tarde desta quarta-feira em Magé. Paulo Augusto Gonçalves, de 26 anos e Felipe Alves de Sant’anna da Silva, de 25, foram parados quando estavam em uma moto na praça do pedágio da Rodovia Presidente Dutra (BR-116) pelos PMs que receberam alerta do assalto.

Com eles, a polícia apreendeu R$ 223, um revólver calibre 32, além de uma touca ninja e rolo de fita isolante, usada para adulterar a placa da motocicleta Suzuki com a qual fugiam. A dupla foi levada para a 66ª DP (Piabetá) onde foram ouvidos.


Gostou do nosso site? Então curta nossa FAN PAGE, concorra automaticamente a prêmios sem precisar se cadastrar em nada, curta e fique bem informado. Saiba quais são as novidades clicando em PROMOÇÕES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO:
O NDM Online coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas publicações. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada, respeite a opinião dos demais. Esclarecemos que as opiniões aqui expressadas não são de responsabilidade do site, mas sim dos internautas. Deixe seu comentário sobre esta publicação, após a analise da moderação, com certeza publicaremos. Criticas, sugestões e outros assuntos pertinentes envie um e-mail para: mromodia@gmail.com, contamos com sua interação. Obrigado!


☗ NDM INFORMA!

Alerj aprova fim da vistoria no Detran

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou na quinta-feira (14/12), um projeto de lei que acaba com a vistoria veicular obrigatória feita nos postos do Detran. Parar virar lei, a proposta depende da sanção do governador em exercício, Francisco Dornelles (PP). Caso seja votada, volta para ser votada novamente pelos deputados. LEIA +

✪ PRIVACIDADE: TERMOS!

Post Bottom Ad