Bebê morre em maternidade de Piabetá, família denuncia Negligência Médica

Nas três vezes em que a mãe foi pedir que o procedimento da filha tivesse inicio flagrou o médico mexendo no celular.

Por MAURICIO JUNIOR / REDAÇÃO NDM 06/02/2017 - 14:00 hs
Foto: NDM ONLINE / PAULINHO P9
Bebê morre em maternidade de Piabetá, família denuncia Negligência Médica
MATERNIDADE DE PIABETÁ

 

 

RIO - NDM ONLINE - A jovem Sabryna residente do bairro Maurimarcia, em Piabetá-Magé, na Baixada Fluminense, foi ter seu bebe no dia 25 de janeiro desse ano, na maternidade de Piabetá e de acordo com a jovem, acabou perdendo seu bebe, no que ela e sua família acreditam ter sido uma negligência médica.

Sabryna contou à reportagem do NDM Online, ter passado momentos difíceis na maternidade, sentindo dores oriundas das contrações cada vez maiores, mas o que preocupava os familiares e a jovem era a interminável demora para que o procedimento médico tivesse início. 

Sabryna contou ainda que nas três vezes em que sua mãe foi chamar o médico, nas mesmas três vezes o flagrou mexendo em seu Smartphone, o que teria revoltado familiares da jovem quando souberam da morte da criança.  

Ela teria chegado no dia 24 de janeiro, com 41 semanas e 2 dias, a jovem informou que apresentava 1 de dilatação, uma médica que atendeu Sabryna, ainda no dia 24, disse que ela precisava ser internada, no entanto só faria isso no dia seguinte (25/01), justificando que o plantão dela e do dr. Cury estava se encerrando. 

A menina explicou que passou a noite no hospital com medo de acontecer algo com ela e com o bebê, pediu ao seu marido que pegasse suas coisas, porque ela iria ficar na maternidade, até que a induzissem ao parto, pra jovem era uma forma de garantir a segurança de seu filho, já que a mandaram de volta para sua casa. 

No dia seguinte (25/01), após passar a noite na maternidade ela foi finalmente internada para a indução ao parto, no entanto mesmo com alertas de enfermeiras que a dilatação estava cada vez em nível maior chegando a 8 de dilatação, o médico que cuidou dela, o dr. Áquila demorou em iniciar o procedimento, e por essa demora a família e a jovem acreditam ter perdido o bebê. As 19:17h do dia 25 de janeiro, o parto foi realizado, mas já era tarde demais, o bebê de Sabryna acabou morrendo.

                                                                           

Nota da prefeitura de Magé sobre a reportagem exclusiva do NDM sobre o caso do bebê que acabou morrendo na maternidade de Piabetá.

"Em resposta ao fato ocorrido no Hospital Municipal de Piabetá, a Secretaria de Saúde determinou a abertura de sindicância para elucidação do mesmo. Os profissionais envolvidos já foram devidamente notificados. Ao término do processo de sindicância as medidas cabíveis serão tomadas.A Secretaria de Saúde está a disposição da família para qualquer esclarecimento e auxílio neste momento extremamente delicado". Fechou em nota a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Magé.

É importante informar ao internauta do NDM que nossa equipe vai acompanhar o caso de perto para que outras famílias não vivam essa triste história.

Curta nossa pagina no Facebook e receba nossas notícias em seu Feed. 








Deixe seu Comentário