Comitê de prefeitos do CISBAF pede investimentos para a Saúde na Baixada

Na última quarta-feira (19) os prefeitos da Baixada Fluminense foram juntos a Brasilia pedir investimentos em Saúde na Baixada.

Por DOUGLAS PROCÓPIO / ESTAGIÁRIO NDM 19/01/2017 - 20:25 hs
Foto: REPRODUÇÃO / FACEBOOK
Comitê de prefeitos do CISBAF pede investimentos para a Saúde na Baixada
PREFEITOS DA BAIXADA QUEREM APOIO NA SAÚDE

 

 

RIO - NDM ONLINE - Na última quarta-feira (19) o prefeito Rafael Tubarão acompanhou os 10 prefeitos dos municípios que fazem parte do Cisbaf, o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense, para apresentar ao ministro da saúde, Ricardo Barros, a situação da Baixada Fluminense que sofre com o altos fluxos de entrada de pacientes.

“Estivemos com o ministro Ricardo Barros para falar sobre a saúde da Baixada Fluminense, a segunda maior região do estado em quantidade de habitantes. A gente sofre muito com a porta de entrada da nossa população, para suprir o atendimento de saúde nessa região, que têm os mesmo problemas sociais e de saúde”, explicou o prefeito.

Hoje o Cisbaf tem cobertura de aproximadamente 3,6 milhões de habitantes que vivem nesses 11 municípios, sendo o maior consórcio de saúde do país pela quantidade de pessoas atingidas.

“Mostramos nossa realidade e com o caos que estamos na Baixada Fluminense, falamos sobre o Mais Médicos, e o SAMU que faz parte dessa integração do Consórcio. Hoje em Magé temos umas das maiores redes da região com 62 PSFs, as unidades mistas e os hospitais. Precisamos reforçar a oferta de leitos e reformas as unidades de saúde para melhor atender à população”, disse Tubarão ao apontar as necessidades para a região.

No final de janeiro será o próximo encontro do Consórcio que vai reunir os gestores municipais e onde vão discutir diretrizes para melhorar o sistema de saúde na Baixada Fluminense.

Se você ainda não esta em nossa pagina oficial no Facebook, curta! E leve as nossas notícias para sua Time-Line. 








Deixe seu Comentário