Homem executado em Nova Iguaçu

NOVA IGUAÇU - Um ajudante de caminhão foi encontrado morto na manhã de ontem, completamente desfigurado, na Rua Somália, bairro Lagoinha, em Nova Iguaçu. Carlos Adriano de Melo Moura, de 25 anos, apresentava ferimentos profundos em parte do corpo, principalmente na cabeça, que foi dilacerada por golpes de faca e madeira. A família, que esteve no local para identificar o cadáver, informou que ele não tinha passagem pela polícia. A vítima era casada, tinha uma filha de três anos e se preparava para ser pai pela segunda vez, já que a mulher estava grávida de três meses. De acordo com agentes da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Carlos, que morava na comunidade, teria sido executado por traficantes da região. Uma das hipóteses levantadas pelos investigadores é que os criminosos, desconfiados da amizade entre a vitima e um policial civil, o condenaram a morte por acreditar que ele estaria passando informações sobre a ação do tráfico para a polícia.

Crime com requintes de crueldade chocou moradores e a polícia

Os requintes de crueldade usados pelos assassinos chocaram os policiais da especializada e os próprios moradores, que estavam no local onde o corpo foi encontrado. Morto a facadas e pauladas, Carlos ainda foi enforcado e tinha as mãos e pés amarrados com uma corda. Parte da cabeça foi destruida. Pedaços de madeira, cordas e material plásticos também foram encontrados junto ao corpo.
Fonte: Noticias de Nova Iguaçu
 CIDADE - JOÃO MACIEL  Notícias de Magé | E-mail noticiasdemage@gmail.com |
Gostou do nosso site? Então curta nossa FAN PAGE, concorra automaticamente a prêmios sem precisar se cadastrar em nada, curta e fique bem informado. Saiba quais são as novidades clicando em PROMOÇÕES.

Este site usa cookies para melhorar o funcionamento e distribuição de seu conteúdo e sua interação com ele. Usando cookies, estamos colhendo e guardando temporariamente alguns dados pessoais. Você pode alterar as configurações de cookies no seu navegador. Mais informações: (Política de Privacidade).

PUBLICIDADE