Mãe e Filha Acusadas de Pertencer de Quadrilha de Roubos Em Nova Iguaçu






















NOVA IGUAÇUA gentes da Delegacia de Nova Iguaçu (52ª DP) cumpriram nesta semana mandados de prisão preventiva, expedidos pela 7ª Vara Criminal contra uma mulher de 53 anos e a filha dela, 23. As duas, que moram em Deodoro, na Zona Norte do Rio, são acusadas de integrar uma quadrilha que vem praticando furtos na região central de Nova Iguaçu e que tem pelo menos, outras oito mulheres. O grupo já foi identificado. De acordo com as investigações, são pelo menos cinco inquéritos em que Ana Lúcia Costa dos Santos Babinsk e a filha dela, Roberta dos Santos de Paula, foram reconhecidas por vítimas como as responsáveis por furtos praticados em lojas do centro comercial de Nova Iguaçu. As duas foram presas em Deodoro, na Estrada São Pedro de Alcântara, e não resistiram a prisão. Num vídeo gravado pelo circuito interno de segurança de uma loja e arrecadado pela polícia civil, aparecem algumas das suspeitas furtando a carteira de um homem que fazia compras. A atitude delas era sempre parecida. Na gravação é possível vê-las entrando no estabelecimento, à princípio sem levantar suspeitas. Segundos depois, escolhem a vítima, se aproximam do homem e retiram a carteira do bolso do mesmo, sem que ele perceba. Com o produto do furto em mãos, elas vão embora.


O comissário da distrital Juarez Júnior explicou que as atividades desta quadrilha começaram a ser registradas na época da Páscoa. “Temos comprovações de que na época da Páscoa essas mulheres se aproximavam de pessoas e pediam a elas para quem pegassem ovos de Páscoa presos naquelas estruturas de ferro mais altas. Quando a pessoa olhava para cima para pegar o item, essas mulheres se aproveitam para furtar carteiras, celulares, ou o que conseguissem”, explicou ele. De abril até outubro inúmeros casos similares foram registrados na Delegacia, o que fez a equipe da inteligência da distrital, comandada pela delegada titular, Dr. Juliana Emerick de Amorim, intensificar as investigações. Neste meio tempo, foi descoberto que as mulheres do bando da “Mão Leve” chegavam a fazer até dez furtos por dia.



OUTRA INTEGRANTE JÁ FOI PRESA POR FURTO QUALIFICADO


Ana Lúcia e Roberta, foram presas dias depois da primeira suspeita de integrar a quadrilha ser presa. Na último sem na, equipes da DP haviam capturado Sônia Regina Vargas dos Reis, de 49 anos, que foi condenada pelo crime de furto qualificado e estava foragida da Justiça após ser condenada pelo mesmo tipo de crime. Familiares de Sônia, a exemplo da cunhada e do marido, já tinham 28 passagens pela polícia, respectivamente. Mesmo com a prisão Sônia, Ana Lúcia e Roberta, as investigações devem continuar e a delegada pede à população que tenha sido vítima desta quadrilha, que colabore com o trabalho da polícia e denuncie, indo até a DP ou através do Disque Denúncia (21) 2253-1177.
                                                                                                                             Via Notícias de Nova Iguaçu
 N. IGUAÇU - MAURICIO JR  Notícias de Magé | E-mail noticiasdemage@gmail.com |
Gostou do nosso site? Então curta nossa FAN PAGE, concorra automaticamente a prêmios sem precisar se cadastrar em nada, curta e fique bem informado. Saiba quais são as novidades clicando em PROMOÇÕES.

Comentários

Este site usa cookies para melhorar o funcionamento e distribuição de seu conteúdo e sua interação com ele. Usando cookies, estamos colhendo e guardando temporariamente alguns dados pessoais. Você pode alterar as configurações de cookies no seu navegador. Mais informações: (Política de Privacidade).

PUBLICIDADE