PUBLICIDADE

Ricardo da Karol Entrevista Exclusiva!

Foto: Deputado Ricardo da Karol (PSB)

Publicado Quinta Feira, 11 de Abril de 2013


Ele foi candidato ao governo de Magé, é empresário e trilha a carreira política como representante de sua cidade na ALERJ desde janeiro desse ano. Nosso entrevistado é o Deputado Estadual RICARDO DA KAROL (PSB).  Abaixo divulgamos sua visão sobre os principais pontos críticos da cidade.

(1- Quais são no seu ponto de vista os pontos críticos hoje para a cidade de Magé, como hoje o senhor que foi empossado na ALERJ pode tentar ajudar a população da cidade?



RK  Existem vários pontos críticos de longa data que pioraram muito nos últimos anos. E isso não sou eu quem digo, basta andar pela cidade e se misturar com a população como sempre fiz e você verá a insatisfação nítida em todos os mageenses.Por exemplo:Transporte – Quem de fato está a frente do transporte nessa cidade? Pois as empresas fazem o que bem entendem. Cada um assume um dia um trajeto. Não existe respeito e nem o mínimo de qualidade nos serviços que prestam e isso sem falar nos custos altíssimos mesmo em trechos de deslocamento muito pequenos.Manutenção – A cidade piora a cada dia, nem mesmo vias de acesso importantes como a Av. Automóvel Clube recebe manutenção preventiva. Temos um descaso de décadas em relação a nossas encostas que a cada ano desabam com as chuvas rotineiras dessa época e não há nenhuma previsão de um plano de contenção.  São pontes que caem, ruas esburacadas e casas que desmoronam banalizando a vida.Educação – Eu já cansei de falar sobre esse ponto. Nossa cidade nunca irá crescer se não houver mão de obra qualificada para atender as indústrias que poderíamos ter e que a cada ano temos menos. Mas como ter técnicos, engenheiros, profissionais qualificados se a base é rejeitada e tratada sempre com medidas paliativas. NÃO EXISTE UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA definida que valorize a qualidade do ensino e sem dúvida alguma todo corpo de profissionais responsáveis pela educação das nossas crianças.Saúde – QUE SAÚDE??? Em Magé há morte está instalada. As funerárias nunca tiveram tanto lucro, em cada unidade de saúde há uma média de 3 óbitos POR DIA, enquanto cargos de alto escalão da prefeitura municipal de Magé são oferecidos fora da cidade para atender compromissos políticos.Médicos experientes estão sendo substituídos por residentes NÃO CONCURSADOS, profissionais de carreira ganham menos do que os funcionários das cooperativas que transformaram os nossos PSF’s em postos de DESCASO.Não há direção, NÃO HÁ GESTÃO. Nem exames simples são feitos em nossas unidades, não há mais ambulâncias e nem mesmo REMÉDIOS. A MORTE SE INSTALOU EM MAGÉ.Há ainda muitos e muitos outros problemas que eu poderia citar, mas creio que não caberiam em seu jornal.Respondendo a segunda parte da sua pergunta, desde que assumi em janeiro desse ano como Deputado estadual, tenho me voltado a dar ao cidadão mageense uma esperança de dias melhores.Na saúde por exemplo, estou elaborando projetos e autorizando emendas para aquisição de novas ambulâncias, estou agilizando junto ao governo do estado a aquisição dos equipamentos que faltam para inaugurarmos a UPA de Bongaba. Estou junto a presidência da ODEBRECHT TRANSPORT e o secretário de transportes do estado Júlio Lopes, intermediando a instalação do sonhado trem elétrico para o trecho Saracuruna x Vila Inhomirim, junto com a elevação de passarelas e manutenção das estações, além de substituir por novos trens (VLT) o ramal de Guapimirim além de aumentar o comprimento de suas plataformas para que o trem volte a parar e atendender a população que está a mais de um ano sem esse meio de transporte.


(2- Ricardo, como o senhor enxerga o quadro da saúde em nosso município na sua observação ela esta estruturada para absorver a necessidade da população mageense como um todo?



RK – Considerando o que já respondi sobre esse assunto afirmo que não está estruturada nem para uma pequena fração, quem dirá para o todo. A MORTE E O DESCASO REINA NA SAÚDE DE MAGÉ.

(3- O senhor esta acompanhando a "guerra dos royalties" explique para os nossos leitores como essa briga pode atingir a cidade de Magé, já que perderíamos receitas devido a tentativa de divisão naquilo que foi acordado por contrato?

RK – Já estou empenhado nos esforços para evitarmos esse absurdo, pois será uma catástrofe para nossa cidade se perdermos os Royalties que hoje representam em torno de 18% da receita corrente líquida.Esse dano é até simples de entender... Como Magé não tem um plano de captação de novas indústrias e a atividade agrícola e pesqueira também não é incentivada e o turismo quase não existe, nossa cidade vive de duas fontes de renda fundamentais, o comércio e a própria prefeitura.Esse dano é até simples de entender... Como Magé não tem um plano de captação de novas indústrias e a atividade agrícola e pesqueira também não é incentivada e o turismo quase não existe, nossa cidade vive de duas fontes de renda fundamentais, o comércio e a própria prefeitura.É preciso que a gestão atual comece a pensar no futuro e desenvolva um plano de ação para captar novos investimentos.
(4- A educação é uma das prioridades de uma cidade que quer traçar um caminho de crescimento, como o deputado Ricardo da Karol defende uma educação para nossos pequenos Mageenses e como os senhor pode contribuir junto a ALERJ?


RK  Antes de tudo eu penso que educação é um conjunto de valores que precisam ser passados a criança desde o berço. E vejo que há uma necessidade muito grande em nossa cidade de criar e estruturar melhor nossas creches e montar um plano de ensino com uma proposta pedagógica bem definida.Mas pensar EDUCAÇÃO, vai muito além das creches e da elaboração da proposta pedagógica, é preciso investir pesado em novas metodologias, valorizar os profissionais de ensino e melhorar a qualidade da merenda e dos materiais de apoio.Estou empenhado em trazer novas unidades de ENSINO TÉCNICO para nossa cidade e garantir um futuro melhor para eles, com melhores empregos e renda.

(5- Como o deputado tem visto os problemas causados pela chuva que atingiram a cidade de Magé, onde existem cerca de 127 desabrigados, o senhor como deputado poderia ajudar de que forma a cidade evitar este tipo de tragédia?

RK – Estou fazendo o estudo junto com a Defesa Civil que mostra as áreas de risco de deslizamentos em nossa cidade, assim como de toda população ribeirinha e distritos com problemas de enchentes como SURUÍ e outros. Com esse estudo em mãos, poderei cobrar das esferas de governo suas ações para sanar esse problema que se arrasta há décadas.Gostaria de explicar que a vida não peço e independente de quem seja o prefeito de Magé, sou Deputado Estadual e vou sempre me empenhar para agilizar a obtenção de todos os recursos necessários afim de viabilizar qualquer obra ou ação que seja para trazer melhorias para nossa cidade. Mas pra isso é preciso que haja transparência no planejamento e na intenção dessas ações.

(6- Magé registrou a primeira morte causada pela dengue na cidade, como o senhor esta acompanhando esta questão, sabemos que o senhor é do legislativo (ALERJ), suas responsabilidades são outras, mas o Mageense tem vivido um perigo constante relacionado a essa doença, o senhor tem acompanhado essa questão na cidade?


RK – Antes de tudo é preciso ter em mente que a dengue não é exclusividade de Magé. Esse mal afeta todo país, o que difere é exatamente as metodologias de combate que vai desde a conscientização da população ao tratamento dos casos diagnosticados.Estou atuando junto com o secretário Sérgio Cortes na captação de tecnologias para reforçar a identificação e combater a doença no estágio inicial, onde ela deveria ser tratada com menos riscos para a população.O que não pode continuar acontecendo é exatamente esse descaso com a saúde pública municipal, onde tantos casos tem sido maquiados e escondidos da população, pois, certamente não foi apenas 1 caso, pois quando nossos cidadãos estão doentes e não conseguem tratamento nas unidades de saúde da cidade, eles acabam morrendo em unidades da capital ou de cidades vizinhas, isso quando não morrem no caminho, uma vez que não recebem nem mesmo o direito a uma ambulância que possa levá-los em segurança a outras unidades.


(7- Outro grande problema na cidade é a constante falta de água em Magé, a CEDAE Tem feito os moradores de nossa região passar maus bocados. Como deputado estadual o que o senhor pode fazer para ajudar nesta questão?


RK – Esse é mais um problema que se arrasta há décadas em nossa cidade, pois não há pulso na administração pública municipal para cobrar o que é direito do cidadão. Se nossa cidade fornece água para a capital, como explicar a falta da mesma para os nossos moradores? Estou buscando junto a CEDAE medidas objetivas para sanar esse problema, porém, essa é uma medida que deveria ser prioridade municipal, pois afeta sobre tudo a saúde do mageense e se necessário deveria até mesmo haver coragem para fazer o que já foi feito em outras cidades que é a criação da companhia municipal de águas.Como deputado estadual estou a disposição da cidade, da prefeitura e da população para lutarmos e acabar de uma vez por todas com a falta de água e esgoto em Magé.
(8- O que a população Mageense pode esperar do deputado estadual empossado Ricardo da Karol?


RK – Antes de tudo podem ter certeza de que SOU UM AMIGO. Independente de ligações partidárias, de regionalidades ou de qualquer outra coisa, sou amigo da nossa população. Quero que possam confiar em mim, pois estou a disposição de todos. Quero ouvir suas queixas, suas reclamações. Quero poder ajudar de todas as formas possíveis a melhorar a vida de quem precisa, pois pra isso, votaram em mim e quero retribuir toda confiança que me foi depositada.


(9- Ricardo, deixe uma mensagem para a nossa população e em especial aos leitores do "Notícias de Magé".

RK – MAGÉ É MAIOR QUE TUDO ISSO. Não podemos deixar a ESPERANÇA morrer. Vamos juntos continuar a lutar pela dignidade, pelo bem e pela vida. Deus me permitiu representar o mageense e irei continuar com muita força, pois para isso fui eleito. A Esperança não morreu e não VAI MORRER!


Gostaríamos de agradecer a gentileza do deputado estadual Ricardo da Karol, essa foi uma importante oportunidade concedida a nós de poder perguntar sobre assuntos pertinentes e que são de suma importância para a população Mageense. Quero deixar aqui registrado que Ricardo em nenhum momento se esquivou de qualquer pergunta, a tudo respondeu. Agradecemos também a sua assessoria que tão bem nós atendeu viabilizando um espaço na agenda do deputado, muito obrigado ao chefe de gabinete Ciro, ao Gustavo, assessor do Ricardo da Karol a eles só temos a agradecer! Esta foi uma entrevista que como sempre contou com a colaboração de João Maciel editor chefe do "Notícias de Magé" e Jessica Xavier da área de pesquisa do nosso Portal, a eles também agradeço a colaboração. Até a próxima entrevista agendada com Paulo Vaz chefe de Gabinete do governo Municipal.

 ENTREVISTA - MAURICIO JR  Notícias de Magé | Notícias da Baixada Fluminense |
Gostou do nosso site? Então curta nossa FAN PAGE, concorra automaticamente a prêmios sem precisar se cadastrar em nada, curta e fique bem informado. Saiba quais são as novidades clicando em PROMOÇÕES.